Notícias

Presidente da Fehoesg participa de reunião do CMS e critica forma de reajuste de remuneração dos médicos

A presidente da Fehoesg e do Sindilabs/GO, Christiane do Valle, participou na tarde desta quarta-feira, 2, da reunião extraordinária do Conselho Municipal de Saúde de Goiânia que avaliou e aprovou o reajuste da remuneração dos médicos que atuam na urgência e emergência de unidades públicas do município. A nova tabela de remuneração dos médicos credenciados do serviço de urgência foi encaminhada ao Conselho pela Secretaria Municipal de Saúde.

A medida, que visa garantir a permanência dos médicos na rede pública da capital, foi criticada por Christiane do Valle, que votou contra a proposta aprovada por 25 votos, tendo um contra e duas abstenções. Ela observa que o simples reajuste da remuneração não é suficiente para evitar a evasão dos médicos das unidades públicas da capital.

“Os médicos estão deixando a rede pública por falta de condições de trabalho, pois não contam com exames complementares nem medicamento e também falta segurança para que possam trabalhar”, diz a presidente, que recordou recentes casos de agressões a médicos, durante o expediente.

“Não adianta só reajustar o salário, é preciso dar condições para que possam trabalhar e atender com segurança e qualidade”, afirma Christiane do Valle, que também criticou a ausência do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego) nesta reunião e no debate sobre a remuneração dos profissionais.

Com a aprovação do reajuste, o valor bruto da remuneração do médico por 20 horas de trabalhos semanais na urgência e emergência passa de cerca de R$ 7 mil para R$ 9.004.95.
 

 


Assessoria de Comunicação - Fehoesg - 02/09/2020

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Federação dos Hospitais do Estado de Goiás

Rua 24 nº 202, Qd 77 Lt 26, Setor Central
CEP 74030-060 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

[email protected]

GOsites