Informativo FEHOESG NOTÍCIAS

FEHOESG NOTÍCIAS 99

FEHOESG NOTÍCIAS 99


Fehoesg denuncia: Governo Federal libera recursos, mas municípios não pagam prestadores de serviços aos SUS

 

Mesmo com os recursos destinados ao pagamento dos prestadores referente abril à hospitais, laboratórios, clínicas e bancos de sangue credenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) tendo sido depositados pelo Governo Federal nas contas dos municípios goianos no dia 1º de junho, até o momento os pagamentos ainda não foram efetuados por cidades, como Goiânia e Aparecida de Goiânia.

A denúncia é da presidente da Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (Fehoesg), Christiane Maria do Valle Santos.

Na quarta-feira, em um vídeo divulgado nas redes sociais da Federação e dos Sindicatos federados, Christiane do Valle divulgou a liberação e anunciou que as entidades iam fiscalizar e cobrar o imediato pagamento dos prestadores públicos, filantrópicos e privados.

“Já estamos no fim da semana e as faturas não foram pagas”, disse, ressaltando que a pandemia de Covid-19 agravou a situação financeira das unidades de saúde e que o pagamento em dia é fundamental para a manutenção dessas instituições. Ela cobra o cumprimento da portaria (nº 662) e da Lei Federal (nº 13.992), que preveem a transferência da integralidade dos recursos destinados aos prestadores de serviços a fim de garantir o pleno atendimento à população neste contexto de extrema necessidade.


Carta Aberta - Cenário atual do setor de saúde em Goiás

Em março deste ano, fomos surpreendidos com um novo vírus em nosso Estado, o Sars-CoV-2, causador da Covid-19 e da pandemia que transformaram o dia a dia da população, bem como o setor de saúde.

Tivemos que nos readequar a uma nova realidade,a inúmeras dificuldades, dentre elas o aumento no uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e o reajuste abusivo dos preços destes materiais.

Sempre utilizamos EPIs em nosso setor para a proteção dos nossos pacientes e colaboradores, mas, devido à pandemia e à exposição ao vírus, tivemos que nos adequar a novos hábitos, com o uso ainda mais intenso destes equipamentos.

Hoje, para a realização de um simples procedimento em um único paciente, temos que equipar com EPIs adequados todos os profissionais dos setores de acesso direto ao paciente, como vigilantes, recepcionistas, triagem, técnicos de enfermagem/radiologia, médicos, sem contar, toda área administrativa do estabelecimento.

Na maioria dos procedimentos que realizamos, é necessária a utilização de máscaras, luvas, touca, máscara N.95, capote, proteção ocular, avental e pró-pé. Infelizmente, estes equipamentos de proteção tiveram um reajuste de mais de 200% no mercado, nos deixando em condições bem complicadas diante da grande demanda e do custo abusivo, pois ao realizarmos alguns procedimentos, os custos dos EPIs utilizados se tornam maiores que os valores pagos pela realização dos mesmos.

Portanto, contamos com o apoio de todos para podermos negociar com todas as Operadoras de Planos de Saúde que atuam em nosso mercado uma nova forma de remuneração dos serviços prestados a fim de garantir a cobertura dos custos atuais destes serviços.

Atenciosamente,

Christiane Maria do Valle Santos
Presidente

 

Fehoesg integra o Programa de Avaliação de Kits de Diagnóstico de Covid-19

 

A Fehoesg agora faz parte do Programa de Avaliação de Kits de Diagnóstico para SARS-CoV-2 (Covid-19). Trata-se de um projeto nacional, que conta com a participação de instituições e de grandes laboratórios de todo o País que se uniram para a avaliação de kits de diagnóstico de Covid-19 disponíveis no mercado brasileiro.
 

A presidente da Fehoesg, Christiane do Valle, destaca que a participação da Federação neste programa, que foi criado pela Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), a Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), a Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC) e a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML), revela a força do setor de laboratórios de análises goianos.
 

O projeto visa principalmente dar uma referência aos setores público e privado sobre o desempenho, confiabilidade e eficácia de kits disponíveis e registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tanto para o uso hospitalar quanto para testagens massivas, através de diferentes tecnologias, como testes rápidos imunocromatográficos, POCT (Point of Care), ELISA, fluorimetria e PCR-RT.
 

Controle de qualidade externo
 

Laboratórios vinculados à Fehoesg vão seguir protocolos técnicos de avaliação criados pelas sociedades científicas e baseados na análise de amostras laboratoriais. A validação da qualidade desses testes possibilita informações preciosas, tanto para o acesso a tratamentos quanto para a elaboração de dados epidemiológicos que permitam ações de saúde pública mais assertivas.
 

A presidente da Fehoesg observa que o programa proporciona um controle de qualidade externo dos kits usados, principalmente, na rede privada, pois os exames feitos na rede pública já contam com esse controle realizado pelo Instituto Nacional de Controle da Qualidade. Segundo ela, esse trabalho é de grande importância, especialmente, durante a pandemia, pois proporciona maior segurança aos atendimentos.

 

ANS atende pleito da CNSaúde e amplia cobertura de testes diagnósticos para Covid-19
 

Por meio da Resolução Normativa (RN) nº 457, de 28 de maio de 2020, publicada em 29 de maio no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) amplia a cobertura obrigatória e a utilização de testes diagnósticos para a infecção pelo novo coronavírus. A inclusão de mais seis exames que auxiliam na detecção da  Covid-19 na lista de coberturas obrigatórias dos planos de saúde contempla um pleito da Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde).

É que dentre os exames incluídos está o Dímero – D, pleiteado à ANS pela CNSaúde como forma de diagnóstico para o adequado tratamento de alguns casos graves de coronavírus e não apenas para as suspeitas de trombose e embolia pulmonar, casos para os quais o exame já era obrigatório.

O pedido feito pela CNSaúde foi embasado em artigo publicado no dia 27 de março de 2020 pelo Journal of Thrombosis and Haemostasis, que constatou que o tratamento com anticoagulante está associado à diminuição da mortalidade em pacientes com doença grave de coronavírus em 2019 através da coagulopatia.

Com a publicação da nova resolução passam a ser de cobertura obrigatória para os beneficiários de planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar e referência os testes de Dímero D (dosagem), Procalcitonina (dosagem), pesquisa rápida para Influenza A e B e PCR em tempo real para os vírus Influenza A e oB, bem como pesquisa rápida para Vírus Sincicial Respiratório e PCR em tempo real para Vírus Sincicial Respiratório. (Com informações: CNSaúde)

 

Marcelo Vilela Lauar é o novo presidente do Sindimagem

O médico Marcelo Vilela Lauar é o novo presidente do Sindicato das Clínicas Radiológicas, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear e Radioterapia no Estado de Goiás (Sindimagem). Ele tomou posse no dia 3 de junho, substituindo Carlos Alberto Ximenes, que presidia a entidade desde a sua fundação em 1997.

A nova diretoria, cujo mandato segue até 28 de fevereiro de 2022, tem na vice-presidência o médico Renato Tavares Daher. Confira quem são os novos diretores e os membros do Conselho Fiscal do Sindimagem:

DIRETORIA 2019/2022
Presidente - Marcelo Vilela Lauar
Vice-Presidente - Renato Tavares Daher
Secretário-Geral  - Luiz Rassi Júnior
Tesoureiro Geral - Rubens Carneiro dos Santos Junior
Tesoureiro Adjunto - Cristiano Rézio Fonseca

CONSELHO FISCAL
Presidente - Mauricio Salum Ximenes
Efetivos
Relator  - José Humberto Jacó
Conselheiro - Marcos Vilela Lauar
Suplentes
1º - Divino Eustáquio dos Santos
2º - Alexandre Rodrigues Mendonça

 

Sindimagem em Foco - Sindimagem homenageia Carlos Alberto Ximenes

Federado da Fehoesg, o Sindimagem homenageou, no dia 3 de junho, seu ex-presidente Carlos Alberto Ximenes. O médico especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem presidiu também a Fehoesg e foi um dos fundadores do Sindimagem, tendo ocupado a presidência da entidade entre 1997, ano de sua fundação, e maio deste ano, quando deixou o cargo.

O novo presidente Marcelo Vilela Lauar, o vice-presidente Renato Tavares Daher e colaboradores do Sindimagem participaram da homenagem com a entrega de uma placa a Carlos Alberto Ximenes com os seguintes dizeres:

Dr. Carlos Alberto Ximenes,


A história do Sindimagem - Sindicato das Clínicas Radiológicas, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear e Radioterapia no Estado de Goiás tem a marca do seu protagonismo e da sua dedicação ao nosso segmento.
Receba o nosso reconhecimento e nossa gratidão pelos mais de 20 anos de trabalho em defesa da valorização e do crescimento do setor!


                                  Goiânia, 3 de junho de 2020
                                        SINDIMAGEM

 

Testes rápidos com qualidade, segurança e desconto exclusivo para advogados

 

Os advogados contam, agora, com um desconto especial para a realização de testes rápidos de Covid-19 nos postos de atendimento drive-thru da rede de laboratórios filiados ao Sindilabs.

Esse atendimento especial, com qualidade, segurança e com menor preço é garantido por meio de uma parceria firmada entre o Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue do Estado de Goiás (Sindilabs-GO), a Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (Fehoesg) e a Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (CASAG).

Procure o posto mais próximo de você e faça seu exame. É rápido, fácil e seguro. 


SISTEMA FEHOESG
Sindimagem
(Sindicato das Clínicas Radiológicas, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear e Radioterapia no Estado de Goiás)
Sindilabs
(Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue do Estado de Goiás)
Sindhoesg
(Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás)
Sindhospi
(Sindicato dos Hospitais de Iporá e Região)
Shoclesan
(Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Anápolis)

FEHOESG NOTÍCIAS
Informativo da Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás
Ano 7 Nº 98
Rua 24, 202, Centro – Goiânia (GO) - Fone (62) 3093 4309
Presidente: Dra. Christiane Maria do Valle Santos
Jornalista Responsável: Rosane Rodrigues da Cunha - MTb 764/JP-GO
[email protected] (62) 9 9903 0935
www.fehoesg.org.br


Assessoria de Comunicação - Fehoesg - 07/06/2020

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Federação dos Hospitais do Estado de Goiás

Rua 24 nº 202, Qd 77 Lt 26, Setor Central
CEP 74030-060 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

[email protected]

GOsites