Informativo FEHOESG NOTÍCIAS

FEHOESG NOTÍCIAS 100

Presidente da Fehoesg e do Sindilabs-GO fala sobre desafios e oportunidades dos laboratórios na pandemia


A presidente da Fehoesg e do Sindilabs-GO, Christiane do Valle, foi a convidada da live da Aleph Consultoria, realizada no dia 23 de julho. O tema abordado foi a pandemia e os testes laboratoriais para Covid-19.


Christiane relatou os desafios enfrentados pelas instituições de saúde, como o impacto da suspensão dos atendimentos eletivos, a falta de testes e insumos no início da disseminação da doença no Brasil e o superfaturamento dos equipamentos e produtos médicos, entre diversos outros problemas e a forma encontrada para superá-los.


Sobre a necessidade de ampliação da oferta de exames diante da demanda crescente, ela contou que começou a analisar o que foi sucesso no combate à pandemia em outros Estados e países.


“Estudamos formas de aumentar as testagens e surgiu o projeto de instalação de postos de atendimento no formato drive-thru”, contou, ressaltando que o Sindilabs-GO tem um projeto que oferece assessoria técnica aos filiados interessados em ter seus drive-thrus.
A presidente também mencionou as denúncias recebidas a respeito de irregularidades cometidas por algumas empresas não filiadas ao Sindilabs-GO, como promoções que geraram aglomerações em laboratórios e a tentativa de entrada irregular de empresas no mercado de análises clínicas. 


“A pandemia reforçou o empenho da Fehoesg e do Sindilabs-GO para unir os laboratórios, bancos de sangue e demais instituições para que a gente tenha o mesmo pensamento, todos evoluam em qualidade e possamos superar os desafios, como a baixa remuneração dos serviços pelos convênios e pelo poder público”, afirmou Christiane, que no dia da live completava dois anos na presidência do Sindicato.


A live completa está disponível no canal no Youtube da Aleph Consultoria. Confira: bit.ly/2WRvBbg

 

Entidades questionam Ipasgo sobre não liberação de tomografias em finais de semana

 

A diretoria da Fehoesg, Sindhoesg, Sindimagem, Sindilabs-GO, Associação Médica de Goiás (AMG) e Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego) enviaram um ofício à presidência do Ipasgo questionando o instituto sobre a falta de autorização de tomografias computadorizadas durante os sábados e domingos. A tomografia computadorizada é considerada um exame essencial para o diagnóstico e a prescrição do tratamento de Covid-19 em muitos casos suspeitos da doença.

Mas, o que tem ocorrido é que os médicos não conseguem a autorização do exame nos finais de semana. O pedido é encaminhado ao Ipasgo, mas a resposta sobre a liberação só acontece na segunda-feira, o que pode comprometer todo o atendimento aos beneficiários do instituto.

No ofício, as entidades questionam o presidente do Ipasgo, Hélio José Lopes, sobre essa burocracia na liberação de um exame tão importante durante a pandemia e adianta que esse processo pode colocar em risco a vida dos pacientes. As entidades representativas dos prestadores de serviços de saúde aguardam uma resposta do Ipasgo. Leia mais.

 

Fehoesg envia ofício ao MS sobre falta de repasse de recursos do SUS pelas prefeituras de Goiânia e Aparecida de Goiânia

No dia 20 de julho, a Fehoesg enviou um ofício ao Ministério da Saúde alertando que as Prefeituras Municipais de Goiânia e Aparecida de Goiânia não estão cumprindo com a Lei Federal n.º 13.992/2020, que suspende a obrigatoriedade de manutenção de metas quantitativas e qualitativas pelos prestadores de serviços do SUS, e a Portaria do Ministério da Saúde n.º 1.124/2020, que estabelece regras excepcionais para a transferência de recursos do Bloco de Custeio - Grupo de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar (MAC) por 120 dias.

Foi explicado que, mesmo após o repasse dos recursos pelo Ministério da Saúde, referentes às competências de abril e maio de 2020, os dois municípios ainda não encaminharam esses recursos aos prestadores do SUS e questionam a aplicação da lei.

A Fehoesg já fez reiteradas tratativas com as Prefeituras Municipais de Goiânia e Aparecida de Goiânia, além das Secretarias de Saúde, mas não obteve êxito.

No ofício, a Federação solicita parecer do Ministério da Saúde sobre a obrigatoriedade ou não dos repasses pelas Secretarias Municipais de Saúde de Goiânia e Aparecida de Goiânia aos prestadores SUS, de acordo com o previsto na Lei e na Portaria.

Esse descumprimento também é alvo de mandados de segurança impetrados pelo federado Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue no Estado de Goiás – Sindilabs-GO. Leia mais.

 

Prefeitura de Goiânia lança edital de chamamento de empresas interessadas em prestar serviços de saúde ao SUS

A Prefeitura de Goiânia divulgou o Edital de Chamada Pública de empresas de assistência à saúde interessadas em participar de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital, prestando serviços ambulatoriais, de apoio diagnóstico, terapêutico e hospitalar em média e alta complexidade.

O edital, que vinha sendo aguardado há dois anos, prevê a participação de empresas privadas com ou sem fins lucrativos e que estejam situadas em Goiânia, entre outras normas presentes no documento. Leia mais.

 

Cremego orienta unidades de saúde sobre a exigência e importância do diretor técnico

Todas as instituições de assistência médica públicas e privadas, independentemente de seu porte, devem ter um médico no cargo de diretor técnico. Essa exigência, prevista na Resolução CFM nº 2.147/2016 (clique aqui), é válida também para os planos de saúde e seu descumprimento caracteriza uma infração ética.

O diretor técnico tem a responsabilidade de atuar com objetividade na manutenção da qualidade da assistência médica e garantia de condições técnicas para o exercício ético da profissão na unidade de saúde.

Ele responde administrativa e eticamente pela organização e manutenção do funcionamento da instituição em todas as etapas do atendimento. Cabe ao diretor técnico-médico, por exemplo, a responsabilidade pela elaboração e cumprimento das escalas de plantão. Nesse caso específico, ele cuidará para que não ocorram lacunas durante o período de funcionamento do serviço, evitando a descontinuidade assistencial. Leia mais.

 

Christiane do Valle participa de reunião do Conselho Municipal de Saúde de Goiânia

Presidente da Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (Fehoesg) e do Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue do Estado de Goiás (Sindilabs-GO), Christiane do Valle, participou, no dia 10 de julho, da segunda reunião ordinária online do Conselho Municipal de Saúde de Goiânia.

O objetivo do encontro foi debater a reestruturação da Comissão Intersetorial de Orçamento e Finanças (Cofin), da qual Christiane do Valle também faz parte. Ela aproveitou o encontro também para denunciar ao Conselho o descumprimento pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia da Lei Federal número 13.992/2020. Leia mais

 

NA MÍDIA - Matéria publicada no jornal O Popular aborda atendimentos no formato drive-thru

Publicada no dia 25 de julho, no jornal O Popular, a matéria “Drive-thru ganha força na crise” aborda esse formato de atendimento, que vem ganhando espaço em vários segmentos. A presidente da Fehoesg, Christiane do Valle, foi entrevistada.

A matéria cita a implantação de drive-thrus na área laboratorial, um projeto da Fehoesg e do federado Sindilabs-GO:

“Já no segmento de laboratórios de análises clínicas é um modelo que se fortalece. O primeiro drive-thru começou a funcionar no dia 21 de maio, segundo o Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue do Estado de Goiás (Sindilabs-GO), e já são cinco postos de atendimento em Goiânia. Um deles, o Sigma considera manter a opção após a pandemia como estratégia para atendimento de pessoas que “alegam não ter tempo”.

Leia o texto completo.

 

Campanha da CNSaúde alerta para a não interrupção de tratamentos

A CNSaúde, juntamente com as Federações (FENAESS, FEHOSUL, FEHERJ,  FEHOSPAR, FEHOESC, FEHOESG, FEBASE e FEHOESP) e Sindicatos filiados, lidera uma campanha de alerta direcionada a pacientes, sociedades e entidades médicas, personalidades e autoridades do setor e profissionais de saúde que tratam de doenças que demandam terapias e cuidados que NÃO devem ser interrompidos.

“O objetivo é evitar o agravamento no quadro de pacientes que dependem de tratamento contínuo para garantir a qualidade de vida ou mesmo a própria sobrevivência. A paralisação dos atendimentos pode ainda aumentar a demanda por leitos que, hoje, se encontram escassos por conta da Covid-19”, detalha o presidente da CNSaúde, Breno Monteiro. Cardiologia, Oncologia, Nefrologia (hemodiálises), Obstetrícia (pré-natal), entre outras áreas, estão no foco do esforço, assim como os cuidados pós-operatórios. Leia mais.


 

 

SISTEMA FEHOESG
Sindimagem
(Sindicato das Clínicas Radiológicas, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear e Radioterapia no Estado de Goiás)
Sindilabs
(Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue do Estado de Goiás)
Sindhoesg
(Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás)
Sindhospi
(Sindicato dos Hospitais de Iporá e Região)
Shoclesan
(Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Anápolis)

FEHOESG NOTÍCIAS
Informativo da Federação dos Hospitais, Laboratórios, Clínicas de Imagem e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás
Ano 7 Nº 100
Rua 24, 202, Centro – Goiânia (GO) - Fone (62) 3093 4309
Presidente: Dra. Christiane Maria do Valle Santos
Jornalista Responsável: Rosane Rodrigues da Cunha - MTb 764/JP-GO
[email protected] (62) 9 9903 0935
www.fehoesg.org.br


Assessoria de Comunicação - Fehoesg - 28/07/2020

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Federação dos Hospitais do Estado de Goiás

Rua 24 nº 202, Qd 77 Lt 26, Setor Central
CEP 74030-060 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

[email protected]

GOsites